quarta-feira, 12 de junho de 2013

TAMANDUÁ-BANDEIRA

Reino animal
Vertebrados
Grupo dos mamíferos

O tamanduá-bandeira é parente dos tatus, das preguiças e de outros tamanduás. Tem os olhos e orelhas pouco desenvolvidos – seu sentido mais aguçado é o olfato. Originalmente, a espécie se espalhava por todo o Brasil, mas hoje é vista apenas em unidades de conservação.
O tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla) é o maior tamanduá que existe e pode pesar até 40 quilos. Outra característica marcante do animal é a cauda, com pelos muito compridos, que ele ergue e balança quando anda – fica parecendo, adivinhem? Uma bandeira!
Seu focinho é bastante longo e a boca, totalmente banguela. Com uma língua grudenta que mede cerca de 50 centímetros, ele invade cupinzeiros e formigueiros para conseguir alimento. Se a fome for grande, usa as patas para quebrar essas estruturas e conseguir mais insetos.
Apesar de andar devagar e ter aparência tranquila, o tamanduá-bandeira pode virar uma fera quando é atacado: senta-se para abraçar o agressor e lhe dá golpes com as garras. Isso, porém, não o protege do ataque de caçadores, e a espécie é uma das mais ameaçadas do país.







O Tamanduaí é a menor espécie de tamanduá que existe, mede cerca 40 centímetros de
comprimento. É por isso que ganhou dos indígenas esse nome, que quer dizer “tamanduá pequeno”. O tamanduaí vive nas árvores e é muito difícil de ser encontrado. Por isso, os cientistas ainda sabem pouco sobre sua biologia.

Tamanduaí

Nenhum comentário:

Postar um comentário